PROSECCO

Conforme informações do jornal Bon Vivant de Setembro de 2009, a partir de 1º de Agosto, a uva Prosecco italiana, tradicional cepa branca utilizada na fabricação do vinho de mesmo nome,  passará a se chamar GLERA, nome como era conhecida na região do Friuli-Venezia Giulia. Além disso, a região demarcada entre Conegliano e Valdobbiadene foi promovida a DOCG (Denominazione di Origine Controllata e Garantita).
E a região demarcada para a produção de vinhos Prosecco IGT foi elevada a DOC e estendida até a áreas do Friuli, distantes mais de 130 km da região do Vêneto historicamente associada ao Prosecco.
Essa é uma medida regulamentar para evitar que produtores utilizem erroneamente o nome Prosecco para produtos que eram produzidos com essa uva e a partir de agora, as legislações italianas terão maior controle sobre o processo de fabricação deste espumante, caracterizando apenas os produtos feitos com a uva Glera na região demarcada como DOCG ou DOC.
Sendo assim, como já ocorre em Champagne, os espumantes italianos produzidos com a uva Glera serão comercializados como Prosecco se estiverem dentro dessa região e nenhum outro país poderá empregar este nome no rótulo de seus espumantes, inclusive o Brasil.
No BLOG VINHOS DA ITÁLIA, você encontra a matéria completa sobre a nova legislação.
Ocorreu um erro neste gadget